sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Conclusão lógica

Estava pensando cá com meus botões...

Meu cachorro dorme, em média, 10 horas por dia.

Ele tem toda a comida preparada para ele. Recebe em horas certas e come a hora que quer.

A comida é dada, sem qualquer custo a ele.

Ele visita o veterinário uma vez ao ano ou quando necessário, se algum mal o aflige.

Recebe vacinas de graça e, por isso, ele também não paga nada e nada em troca é pedido a ele.

Mora em boa vizinhança, em uma casa muito maior do que necessita, mas não precisa limpar nada.

Se ele faz sujeira, alguém limpa.

Ele escolhe os melhores lugares da casa para dormir e recebe essas acomodações completamente de graça.

Vive como um rei e não tem mesmo nenhuma despesa.

Todos os seus custos são pagos por outras pessoas que têm que sair de casa para ganhar a vida todo o dia.

Fiquei pensando...

Pensando....

Pensando....

De repente, veio a trágica constatação:
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

MEU CACHORRO É PETISTA!





quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

O Banco da Vida





Imagine se você tivesse depositado na sua conta de Banco, todos dias, o valor de R$ 86.400,00. Dinheiro que você teria que gastar durante o longo do dia, porque no final do dia sua conta seria zerada e no dia seguinte: Mais R$ 86.400,00 seriam depositados

Todo nós somos clientes desse banco chamado tempo. Deus nos dá 86.400 segundos por dia para vivermos da melhor maneira possível. Amando. Aprendendo. Ensinando. Caindo. Levantando. VIVENDO!!!

E pra saber o valor de um ano você pergunta a um garoto que repetiu de ano. Pra saber o valor de um mês você pergunta a uma mãe que teve uma criança prematura. De uma semana, o editor de um jornal semanal. De um dia, pergunte a pessoas que têm tarefas árduas nesse dia. Uma hora pergunte ao casal de amantes que não veem a hora de se encontrar. Pra saber o valor o valor de um minuto a quem perdeu um avião, o valor de um segundo quem conseguiu evitar um acidente de trânsito. Pra saber o valor de um milésimo de segundo pergunte para um atleta que ganhou medalha de prata em uma olímpiada.

Por isso, não desperdice seu tempo ele é o seu bem mais precioso e é com ele que você vai compartilhar com as pessoas que você ama: seus filhos, suas esposas, seu maridos, suas mulheres, seus avós e a gente só se dá conta quando a gente perde... dizendo: "Ah! Mas eu tinha tanto beijo pra dar. Eu tinha tanto abraço..."

A gente tem que viver o agora. Não adianta a gente pensar que lá no futuro ou porque lá no Éden alguém fez algo errado, ou porque outro vem e coloca 200 bombas por que vai garantir 300 virgens pra ele pegar quando morrer.

O importante mesmo é o agora, pois o ontem é história, o amanhã é mistério e o hoje é uma dádiva.


Esse texto é original do livro E se fosse verdade do escritor francês Marc Levy. ( "Et si c'etait vrai")

São Paulo anos 60